Festival Cultural Benedicto Lacerda 2008

logo-fcbl-2008.jpg
(Release oficial do Festival, com assessoria de imprensa da FV2 Comunicação, por Fernanda Viseu e Thaisa Barbiero)

Festival Cultural Benedicto Lacerda promete agitar o mundo da música em Macaé

De 12 a 15 de março acontecerá em Macaé o Festival Cultural Benedcito Lacerda, promovido pela OSCIP Usina de Fomento Cultural. O evento reunirá os amantes do samba e do choro, que durante quase uma semana poderão participar de palestras, oficinas, shows e proporcionará um grande encontro dos músicos no último dia do projeto.

 

Resgatar a identidade cultural da cidade de Macaé através de um evento que homenageará, anualmente, o macaense Benedicto Lacerda que completa 105 anos de nascimento em 2008 é o principal objetivo do Festival.

 

Com previsão de realização anual, os organizadores pretendem firmar Macaé como berço de um dos mais importantes músicos e compositores do Brasil, além de inserir a cidade no roteiro cultural nacional tornando-se referência e pólo aglutinador de músicos e amantes do Choro e Samba, estilos musicais aos quais o compositor dedicou grande parte de sua vida.

 

A abertura do Festival acontece no dia 12, às 16h, na sede da Sociedade Musical Nova Aurora. Também será palco do festival o Conservatório Macaé de Música, o teatro Municipal de Macaé e a Rua Benedito Lacerda no bairro Praia da Concha.

 

Segundo os organizadores a expectativa de público é de cerca de 1.500 pessoas das cidades de Cabo Frio até Campos dos Goytacazes. A entrada é franca e o evento é patrocinado pela Petrobras / Fundação Macaé de Cultura e Prefeitura de Macaé.

 

Confira abaixo a programação:

 

  • Dia: 12/03
     

16h – Abertura e Exposição biográfico- musical sobre Benecdito Lacerda

Local: Sociedade Musical Nova Aurora – Av. Rui Barbosa, 551, Centro
 

20h  - Shows Musicais:

- Grupo Bico da Coruja

- Zé da Velha, Silvério Pontes, Alexandre Maionese e Grupo

Local: Rua Benedito Lacerda – Praia da Concha (atrás do M. de Peixe)

 

  • Dia: 13/03
     

9h - Oficina de Choro com Zé da Velha

Local: Conservatório Macaé de Música Fundação Macaé de Cultura -

 Av. Rui Barbosa, 780, 3°andar, Centro
 

19h30 - Palestra com o músico e pesquisador Paulo Flores – organizador do projeto “Será o Benedito?” e lançamento da 1ª caixa de Cds “Benê, o flautista”
 

20:30  - Show musical Maurício Carrilho Sexteto

Local: Teatro Municipal de Macaé – Av. Rui Barbosa, 780, Centro

 

  • Dia: 14/03
     

16h30 - Apresentação do Conjunto Vocal “As Seresteiras”, apresentando canções de Benedicto Lacerda.
 

17h - Descerramento da nova placa em homenagem a Benedicto Lacerda
 

19h – Shows no Calçadão da Rui Barbosa – 2 palcos, 105 anos de Benedicto Lacerda com quatro shows musicais (Grupos Dois por Quatro, Palafita, Roberto Simões e Zé Rangel Quinteto)

Local: Sociedade Musical Nova Aurora – Av. Rui Barbosa, 551 Centro

 

 

  • Dia: 15/03

 
9h - Encontro de Grupos de Choro e Samba de Macaé e região e Show com o Grupo Os Matutos de Cordeiro

Local: Sociedade Musical Nova Aurora – Av. Rui Barbosa, 551 Centro

 

 

Quem foi Benedicto Lacerda
 

Benedicto Lacerda nasceu em Macaé, no dia 14 de março de 1903. Aos 17 anos transferiu-se para o Rio já com algumas noções básicas de música, aprofundando-se nas lições de flauta com Belarmino de Souza, pai do compositor Ciro de Souza. Morava no Estácio, berço de bambas, e em 1922 entrou para a Polícia Militar, onde poderia continuar exercendo a música nas bandas dos batalhões.

Tornou-se solista e deu baixa em 1927, integrando no ano seguinte o grupo regional 'Boêmios da Cidade'. Depois de tocar em algumas orquestras de Jazz, resolveu organizar um grupo realmente fiel ao ritmo brasileiro, que foi batizado por 'Sinhô' como 'Gente do Morro'. O grupo durou pouco, mas foi o embrião de um regional que fez escola, mais caracterizado pelos efeitos dos instrumentos de sopro e de corda que dos de percussão: era o 'Conjunto Regional Benedicto Lacerda'.

Não podemos deixar de comentar a famosa dupla que formou com Pixinguinha no início da década de 40. Conta-se que Benedito teria pago a hipoteca da casa de Pixinguinha e este, em sinal de gratidão, o teria transformado em parceiro de pérolas como 'Sofres por que queres', 'Naquele tempo' e '1x0' ( esta feita muito antes por ocasião do gol de 'Friedenreich' no Sul-americano de 19 ). Mas o que importa é destacar os arranjos e contrapontos executados pela dupla, que revolucionaram a instrumentação brasileira e influenciaram até hoje os novos talentos musicais.

Morreu no Rio de Janeiro, no dia 16 de fevereiro de 1958, antes de completar 55 anos. (Publicado pela Acari Records).

VT publicitário do FCBL 2008

Material Impresso e Publicitário

Cartaz-FCBL-2008.jpg

Cartaz de divulgação

BANNER CAPA EXPOSIÇÃO FCBL 2008.jpg

Banner da Exposição Biográfica

CERTIFICADO-FCBL-2008

Certificado de conclusão de oficina

Banner-Fundo-de-Palco-FCBL-2008.jpg

Banner de fundo de palco

Convite-Frente-FCBL-2008.jpg

Convite (frente)

Convite-Verso-01-FCBL-2008.jpg

Convite - Abertura do Festival (verso 1)

Convite-Verso-02-FCBL-2008.jpg

Convite - 105 anos de Benedicto (verso 2)

Credencial-FCBL-2008.jpg

Credencial FCBL 2008

Camisa Branca FCBL 2008

Camisa branca - FCBL 2008

Outdoor FCBL 2008

Outdoor - FCBL 2008